Geral

Ceará bate Coritiba, vence a 1ª com Estevam e ganha fôlego

Em partida movimentada, após ver o rival buscar o empate por duas vezes, o Ceará venceu o Coritiba por 3 a 2, neste domingo, jogando no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, pela 26ª rodada do Brasileiro. Com o resultado, o time alvinegro encerrou jejum de seis jogos sem vitórias na competição e, com 30 pontos, […]

Arquivo Publicado em 25/09/2011, às 21h49

None

Em partida movimentada, após ver o rival buscar o empate por duas vezes, o Ceará venceu o Coritiba por 3 a 2, neste domingo, jogando no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, pela 26ª rodada do Brasileiro. Com o resultado, o time alvinegro encerrou jejum de seis jogos sem vitórias na competição e, com 30 pontos, na 14ª colocação, se distancia da zona de risco – o Atlético-MG, primeiro time que seria rebaixado no momento tem 25.

Foi o primeiro triunfo de Estevam Soares no comando da equipe alvinegra, após substituir o demitido Vagner Mancini há duas rodadas. Os paranaenses, por outro lado, vinham crescendo na tabela, mas seguem pecando pelo mau retrospecto fora de casa (foram apenas duas vitórias até aqui, contra Santos e América-MG) e terminam a noite em 9º, com 36 pontos, a cinco da zona da Libertadores.

Após ter um gol anulado, o Ceará abriu o placar em um belo voleio de Roger, logo no início do primeiro tempo. O time visitante buscou o empate com Bill e entrou no jogo, mas saiu para o intervalo com derrota parcial depois que Edmilson acertou bela cobrança de falta.

Com 2min de segundo tempo, porém, os paranaenses chegaram ao empate, novamente com Bill. Os nordestinos não se abateram e recuperaram a vantagem com Roger, encerrando o incômodo jejum de vitórias.

Na próxima rodada, os dois times jogam fora de casa, no domingo, às 16h (de Brasília). Em Minas Gerais, o Ceará enfrenta o Atlético-MG, enquanto o Coritiba mede forças contra o Figueirense, em Florianópolis.

O jogo

O Ceará começou a partida em ritmo avassalador. Aos 4min, Osvaldo alçou bola da esquerda e Rudnei desviou para o fundo das redes. A torcida fez festa, mas o árbitro anulou o gol e apontou impedimento.

A comemoração, porém, foi apenas adiada em alguns minutos. Aos 7min, Leandro Chaves cruzou da direita e Roger, com um belo voleio, acertou o canto esquerdo de Vanderlei e abriu o placar.

Quando o Coritiba começou a sair para o jogo, já estava perdendo. Aos 12min, Luccas Claro é acionado na área, dominou no peito e chutou forte. Fernando Henrique fez excelente defesa.

Aproveitando os espaços deixado pela defesa nordestina, o time alviverde criou mais chances. Aos 15min, Leandro Chaves avançou pela esquerda e cruzou fechado. A bola foi em direção ao gol e bateu no travessão.

Na base da insistência, os paranaenses chegaram ao empate. Bill fez ótima tabela com Anderson Aquino e chutou cruzado, aproveitando de desvio da zaga para marcar, aos 19min.

A partida seguia em ritmo alucinante. O Ceará quase voltou a marcar, com Michel, e o Coritiba respondeu prontamente com Marcos Aurélio, que criou duas grandes chances, aos 34min e aos 35min, parando nas mãos de Fernando Henrique.

As duas equipes criavam boas oportunidades, mas foi o Ceará que fez mais um e saiu com a vitória parcial no primeiro tempo, com gol de um pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira: aos 39min, Edmilson cobrou falta da intermediária e colocou a bola no ângulo direito.

Mas em um jogo imprevisível, corrido do início ao fim, o Coritiba empatou novamente logo aos 2min do segundo tempo, de novo com Bill, que aproveitou rebote de falta cobrada por Léo Gago.

A sensação era de que o jogo ainda reservaria mais gols. Os dois times mantiveram a proposta ofensiva e Rudnei quase colocou o Ceará novamente em vantagem, aos 15min, quando foi travado pela zaga.

Aos 23min, Vicente aproveitou passe de Osvaldo, cruzou para o meia da área e Roger, sozinho, marcou seu segundo no jogo.

Após o gol, os cearenses recuaram um pouco e viram o Coritiba crescer em campo, mas seguiam explorando contra-ataques e o jogo seguiu em aberto até o fim. Já nos acréscimos, Egídio não soube aproveitar falha da zaga adversária e perdeu gol cara a cara com o goleiro Vanderlei.

Jornal Midiamax