Geral

Cautela externa e ajustes de fim de ano elevam dólar

A moeda americana subiu 0,71%, para R$ 1,8560 no balcão, após atingir uma mínima de R$ 1,8450

Arquivo Publicado em 21/12/2011, às 20h28

None

A moeda americana subiu 0,71%, para R$ 1,8560 no balcão, após atingir uma mínima de R$ 1,8450

O mercado de câmbio doméstico manteve-se focado nas notícias sobre a crise europeia e seus efeitos sobre o comportamento do dólar, que subiu lá fora hoje menos do que em relação ao real. O volume de negócios na sessão vespertina local diminuiu, contribuindo para a desaceleração dos ganhos intraday apurados desde a abertura. A volatilidade da moeda também foi menor, por causa da saída de alguns traders para a folga de fim de ano.


Desse modo, no fechamento, o dólar à vista subiu 0,71%, para R$ 1,8560 no balcão, após oscilar de uma mínima de R$ 1,8450 a uma máxima de R$ 1,8610 registrada às 14h43. Na BM&F, o dólar à vista terminou com alta de 0,65%, a R$ 1,8547. No mês, a divisa no balcão acumula valorização de 2,60% e, no ano, de +11,54%.


No mercado futuro, às 16h36, o dólar janeiro de 2012 avançava 0,54%, para R$ 1,8605, com um volume financeiro de US$ 13,132 bilhões.


No mercado externo, as notícias sobre a Europa geraram reações mistas. No primeiro momento, o anúncio do empréstimo do Banco Central Europeu de 489,191 bilhões de euros a 523 bancos, pelo prazo de três anos, animou os mercado. Mas o sentimento dissipou-se rapidamente com a leitura de que, apesar de um empréstimo desse monte, a situação na região é tão delicada que os recursos serão insuficientes para sanar os problemas de liquidez no sistema financeiro. A sexta queda seguida, para -21,2 em dezembro, do índice preliminar de confiança do consumidor na zona do euro também amparou o mal-estar ao superar a estimativa dos analistas, de retração para -21,0.


Nos Estados Unidos, de outro lado, as vendas de imóveis usados em novembro mostraram crescimento de 4% na margem, o que foi visto como mais um sinal de recuperação gradual da economia.


Em Nova York, às 16h50, o euro caía a US$ 1,3058, ante US$ 1,3082 no fim da tarde de ontem. O dólar avançava a 77,9735 ienes, de 77,86 ienes na véspera, e avançava a 0,9347 franco suíço, de 0,9315 franco suíço ontem. O dólar Index valia 79,921, ante 79,876 ontem.


Jornal Midiamax