Geral

Caso de Leonardo de Deus chega a assunto mais comentado do twitter no mundo

O caso do campo-grandense Leonardo de Deus, que foi ouro, perdeu a medalha e novamente foi levado ao degrau mais alto do pódio nos 200 m borboleta do Pan, na segunda-feira (17), foi o assunto mais comentado no twitter entre os brasileiros e chegou a ocupar o primeiro lugar entre os internautas do mundo inteiro. […]

Arquivo Publicado em 19/10/2011, às 00h21

None

O caso do campo-grandense Leonardo de Deus, que foi ouro, perdeu a medalha e novamente foi levado ao degrau mais alto do pódio nos 200 m borboleta do Pan, na segunda-feira (17), foi o assunto mais comentado no twitter entre os brasileiros e chegou a ocupar o primeiro lugar entre os internautas do mundo inteiro.


Atleta do Flamengo, Léo venceu em sua estreia em Pans, mas desqualificado porque, segundo os organizadores, estava com touca irregular pela marca de um patrocinador. A organização, no entanto, voltou atrás e confirmou o ouro.


O atleta de 20 anos, que não tem patrocínio pessoal, levou a touca que usou no Mundial de Xangai, em julho, como explicou o técnico Alberto Silva, o Albertinho.


– Ele usou a mesma do Mundial porque achou que daria sorte.


O patrocinador que aparece na touca é da Fina (Federação Internacional de Natação), do Mundial. Vários atletas nadaram aqui no Pan com marcas de patrocinadores. Não seria justo o Leo ser desqualificado por isso, quando nem teve a intenção de promover ninguém.


Segundo Albertinho, a mobilização de técnicos de vários países e dos próprios nadadores que seriam beneficiados com a desqualificação foi decisiva para reverter a situação.


– O técnico dos Estados Unidos disse que não seria justo seu nadador (Daniel Lawrence Madwed, medalha de prata) ficar com o ouro. O colombiano Omar Pinzón, que ficaria com o bronze se o Léo fosse desqualificado, disse que não queria receber a medalha – não daquela forma.


Albertinho contou sobre a estratégia para a vitória.


– Acreditávamos que o norte-americano (Madwed) e o Kaio Márcio (bronze) nadariam juntos, tentando administrar a prova. Combinamos que o Léo, que é mais jovem e tem pernada forte, abriria vantagem desde o início. Assim, não perderia a prova de jeito nenhum. E foi o que aconteceu. De fato, ele construiu a vitória desde o começo.”


Nesta quarta-feira (18), Leonardo de Deus nada o revezamento 4×200 m livre, ao lado de Nicolas Oliveira, Thiago Pereira e André Schultz.

Jornal Midiamax