Geral

Campannha ‘Mala legal’ vai orientar passageiros sobre o que pode ou não entrar no país

Quem vai viajar ou chega de viagem sempre quer levar uma comida, ou algo diferente da região que esteve ou que irá para apresentar aos amigos, o problema é que nem todo produto, de origem animal e vegetal, podem entrar no país, ou sair dele sem ser autorizado. Por isso, o Mapa (Ministério da Agricultura, […]

Arquivo Publicado em 28/12/2011, às 10h24

None

Quem vai viajar ou chega de viagem sempre quer levar uma comida, ou algo diferente da região que esteve ou que irá para apresentar aos amigos, o problema é que nem todo produto, de origem animal e vegetal, podem entrar no país, ou sair dele sem ser autorizado.


Por isso, o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)) vai informar as pessoas que transitam pelos aeroportos quais os produtos e alimentos de origem animal e vegetal que não podem entrar no país sem autorização prévia ou certificação sanitária. A partir de janeiro serão distribuídos folhetos com esse objetivo.


Esta é uma das etapas da campanha Mala Legal, lançada recentemente pelo Mapa para tirar as dúvidas dos passageiros. Os itens mais comuns trazidos pelos passageiros são frutas, queijos, carnes e mudas de plantas, entre outros. As orientações foram elaboradas pelo Sistema de Vigilância Agropecuária (Vigiagro).


Segundo a coordenadora substituta da Viagro, Mirela Janice Eidt, a proposta é conscientizar as pessoas nessa época de grande fluxo de passageiros nos aeroportos, sobre as vantagens de se estar dentro da lei, garantindo mais agilidade nos trâmites alfandegários e alertar sobre a importância da colaboração dos viajantes para evitar a entrada de pragas e doenças que coloquem em risco a agropecuária nacional e a saúde dos brasileiros.


(Com informações da Agência Brasil)

Jornal Midiamax