Geral

Campanha Outubro Rosa chega às ruas e reforça prevenção ao câncer de mama

A cor rosa se destacou nesta quarta-feira, 19 de outubro, nas ruas do centro de Corumbá, onde um grupo de voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mama deu início à campanha Outubro Rosa. Nas calçadas, elas abordavam os pedestres distribuindo panfletos com informações sobre as formas de prevenção e de tratamento do […]

Arquivo Publicado em 19/10/2011, às 22h18

None

A cor rosa se destacou nesta quarta-feira, 19 de outubro, nas ruas do centro de Corumbá, onde um grupo de voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mama deu início à campanha Outubro Rosa.


Nas calçadas, elas abordavam os pedestres distribuindo panfletos com informações sobre as formas de prevenção e de tratamento do câncer de mama que atinge não somente o público feminino, mas aos homens que também aderiram à campanha ao deixarem colocar no peito um laço cor-de-rosa. O adorno é uma forma de lembrar a todos sobre a importância da prevenção ao câncer.


Aparecida Terzi Cancian aprovou a campanha que foi para as ruas. Na avaliação dela essa é a melhor forma de atingir a população. “Penso ser importante a campanha para alertar sobre a necessidade de exames rotineiros porque muitas pessoas acabam não tendo acesso a essas informações”, disse ao afirmar não descuidar dos exames rotineiros.


A prova de que seguir uma rotina dos exames é fundamental para manter a saúde se materializou com Jaci Dias de Moura, 44 anos. Ela contou ao Diário que percebeu alterações nas mamas e dores nas axilas, mas não deu importância à situação. Jaci diz que só procurou o ginecologista depois da insistência da filha e o resultado dos exames constatou uma situação que mudou sua vida.


“Na mamografia, o médico percebeu um nódulo pequeno de um centímetro e, como na época não tinha o Centro de Oncologia aqui, tive que ir para o Rio de Janeiro. Lá, o médico me confortou primeiro, mas disse que tinha que fazer mastectomia e na hora fiquei abalada. Fiz a cirurgia para retirada da mama e a primeira sessão de quimioterapia lá, depois voltava a cada 21 dias. Eu ia de ônibus e voltava de avião, ficava nesse vai e vem, perdi os cabelos, passei dificuldades, mas a família e os amigos me deram muita força”, lembrou Jaci que segue para o quinto ano em tratamento contra a doença.


A boliviana Claudiana Aguillar, 27 anos, também recebeu informações e foi orientada pelas voluntárias que o serviço de saúde local pode ser usado por ela que vive na cidade fronteiriça de Puerto Quijarro, o que a alegrou já que, segundo ela, os serviços de prevenção na Bolívia ainda não são ideiais.


“Eu acho importante porque os brasileiros dão mais importância às questões de prevenção de todo tipo de doença de uma forma melhor que a Bolívia. Ainda não fiz exames porque na fronteira onde vivo isso é muito difícil, apenas mais para o interior do país. Mas agora, pretendo buscar os exames no Brasil”, disse.


De acordo com informações repassadas pela presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Regina Panovitch, atualmente, 21 mulheres estão em tratamento contra a doença na cidade. Ela reforça que as mulheres não deixem de lado exames rotineiros e pede para que exijam o do toque durante as consultas com os ginecologistas.


“Somente com exames é que podemos detectar a doença com mais chances de cura. Procure seu médico, se ele não fizer o exame de toque, peça para que toque sua mama pois só assim vamos detectar essa doença no início”, diz ao lembrar que a prevenção não deve ser lembrada apenas em determinada época, como a da campanha, mas durante todo o ano.


Ainda dentro da campanha Outubro Rosa, assim como acontece com a estátua do Cristo Redentor na cidade do Rio de Janeiro há vários anos, a estátua do Cristo Rei do Pantanal, no morro do Cruzeiro será iluminada por uma luz rosa a partir da noite desta quarta-feira, 19 de outubro. Outro monumento da cidade que deve receber a iluminação especial é a estátua do herói da Retomada, Antônio Maria Coelho, no Jardim da Independência. A fachada do Centro de Convenções do Pantanal também será iluminada de rosa. Nos três pontos escolhidos, a iluminação rosa permanecerá até o final deste mês.


Em Corumbá, a maior incidência de câncer detectada no público feminino é o de mama. Já nos homens, o número é maior quando se refere à próstata.

Jornal Midiamax