Geral

Brigadas de combate a incêndios começam a ser contratadas pelo Ibama MS

Nesta quinta-feira (12), o Superintendente do Ibama David Lourenço se reúne com membros da Secretaria de Meio-Ambiente de Corumbá e com o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, para definir a contratação das brigadas de combate à incêndios florestais. Diferentemente de outros municípios do Estado que entram com apoio somente durante o período de cinco meses […]

Arquivo Publicado em 12/05/2011, às 17h34

None

Nesta quinta-feira (12), o Superintendente do Ibama David Lourenço se reúne com membros da Secretaria de Meio-Ambiente de Corumbá e com o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, para definir a contratação das brigadas de combate à incêndios florestais.

Diferentemente de outros municípios do Estado que entram com apoio somente durante o período de cinco meses de atuação das brigadas, a de Corumbá foi tornada permanente no município.

A mesma parceria está sendo realizada pelas prefeituras de Porto Murtinho, Miranda, Aquidauana, Costa Rica e Jateí. Neste ano vão ser investidos mais de um milhão de reais nas seis brigadas que o Prevfogo do Ibama vai treinar no Estado em 2011.

Em Corumbá e Porto Murtinho, dois dos municípios pantaneiros que mais costumam registrar focos de calor durante o período de estiagem o PREVFOGO vai ser formado com quatro esquadrões da brigada cada um. Ao todo o PREFOGO em todo o Estado vai formar 120 brigadistas neste ano.

Em 2011, Terenos terá 29 combatentes integrados ao trabalho do Prevfogo, em brigadas voluntárias treinadas.

Além do custeio das brigadas, O PREVFOGO do Ibama vai disponibilizar aos combatentes os equipamentos necessários ao trabalho de prevenção e combate tais como veículos, bombas-costais, abafadores, moto-bomba, roçadeiras, e demais ferramentas utilizadas na prevenção e combate aos incêndios florestais.

Cada brigadista contratado deve receber um salário mínimo mais benefícios. Um chefe de esquadrão vai receber um e meio salário mínimo mais benefícios e o chefe da brigada 2 salários mínimos. As brigadas são contratadas por um período de cinco meses, durante a temporada de estiagem que atinge o Estado nos meses de agosto a dezembro. Agora começam as contratações e o treinamento.

De janeiro até agora, o PREVFOGO registrou 122 focos de calor no Estado, a maioria no município de Corumbá. No mesmo período do ano passado foram registrados 320 focos.

Jornal Midiamax