Geral

Brasil volta a vencer Porto Rico na Liga Mundial

A seleção brasileira masculina venceu o seu último jogo em casa nesta edição da Liga Mundial. Neste domingo, a equipe dirigida por Bernardinho voltou a derrotar Porto Rico por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/20 e 25/20, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Giba foi o maior pontuador do jogo, com […]

Arquivo Publicado em 19/06/2011, às 13h37

None

A seleção brasileira masculina venceu o seu último jogo em casa nesta edição da Liga Mundial. Neste domingo, a equipe dirigida por Bernardinho voltou a derrotar Porto Rico por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/20 e 25/20, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Giba foi o maior pontuador do jogo, com 11 pontos, e Figueroa Muñiz foi o destaque de Porto Rico, com sete.

O resultado manteve o Brasil na liderança do Grupo A da Liga Mundial, com 21 pontos, seguido pelos Estados Unidos, que venceram a Polônia por 3 sets a 1 (25/21, 15/25, 25/18 e 25/22), no sábado, com 15. Os poloneses estão com 12 pontos, enquanto os porto-riquenhos ainda não pontuaram.

O Brasil não joga mais em casa nesta Liga Mundial. Na sexta e no sábado, a equipe vai encarar os Estados Unidos em Tulsa. Na semana seguinte, a seleção vai enfrentar, fora de casa, a Polônia, que também vai sediar a fase final do torneio.

Em casa, o Brasil começou o jogo com Bruno, Leandro Vissotto, Murilo, Giba, Lucas e Sidão. A equipe dominou o duelo com Porto Rico desde o início e foi ao primeiro tempo técnico com uma vantagem de cinco pontos (8 a 3). A equipe permaneceu com domínio total e chegou a abrir 16/5. A parcial foi fechada em 25/10, com um ataque de Giba.

A seleção brasileira manteve o bom ritmo no começo do segundo set e chegou a liderar por 15/10. Porto Rico ainda esboçou uma reação e empatou a parcial em 15/15. O Brasil, porém, retomou o controle do jogo e fechou o segundo set em 25/20, com um ataque de Sidão.

No terceiro set, Bernardinho modificou a equipe, com as entradas de Marlon, Rodrigão, Theo e João Paulo Bravo. Porto Rico aproveitou as trocas para liderar o placar e foi ao primeiro tempo técnico com uma vantagem de 8/6. O Brasil, porém, retomou o domínio e fez 16/13. Com tranquilidade, a equipe fechou a parcial em 25/20 e o jogo em 3 sets a 0 com um ace de Bruno.

Jornal Midiamax