Investidores mostram confiança renovada diante da possibilidade de solução para os problemas da dívida da zona do euro

As bolsas asiáticas foram novamente pautadas pela crise da dívida da Grécia. Nesta sexta-feira (4), os mercados da região fecharam em acentuada alta. Os investidores mostraram renovada confiança diante da possibilidade de solução para os problemas da dívida da zona do euro, após o governo grego suspender o referendo sobre o pacote de socorro ao país.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, que teve forte elevação, também estimulada pela surpreendente decisão do Banco Central Europeu de cortar a taxa de juros. O índice Hang Seng ganhou 600,29 pontos, ou 3,1%, e fechou aos 19.842,79 pontos – na semana, contudo, o índice acumulou queda de 0,9%.

Já as Bolsas da China apresentaram o terceiro pregão seguido de alta. As companhias de metais lideraram os ganhos por conta do aumento no preço das commodities. O índice Xangai Composto subiu 0,8% e encerrou aos 2.528,29 pontos – na semana, o índice acumulou alta de 2,2%. O índice Shenzhen Composto ganhou 0,6% e terminou aos 1.071,33 pontos.

O yuan subiu para seu maior nível ante o dólar sob o atual sistema, apoiado por outro recorde de baixa da taxa de paridade central dólar-yuan (fixada em 6,3165 yuans, de 6,3198 yuans ontem) e pela forte demanda. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3392 yuans, de 6,3514 yuans ontem.

Sem o risco de calote grego, os investidores apostaram no rali no setor tecnológico e nas corretoras na Bolsa de Seul, na Coreia do Sul. O índice Kospi subiu 2,8% e terminou aos 1.922,08 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em alta, seguindo os ganhos de outros mercados regionais. O índice Taiwan Weighted avançou 1,92% e terminou aos 7.603,23 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou em forte alta e recuperou parte das perdas registradas durante a semana. O índice S&P/ASX 200 avançou 2,62% e terminou aos 4.281,10 pontos.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila também encerrou o dia no azul. O índice PSE avançou 1,46% e terminou aos 4.271,72 pontos.

A Bolsa de Cingapura fechou em alta, acompanhando as demais da Ásia. O índice Straits Times subiu 1,4% e fechou aos 2.848,24 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 2,1% e fechou aos 3.783,63 pontos, com a valorização da rupia e os ganhos nos demais mercados globais.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, fechou estável, aos 957,31 pontos, com intensificação de realizações de lucros, com preocupações de investidores sobre as enchentes.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, ganhou 1% e fechou aos 1.477,51 pontos, seguindo as altas nos demais mercados asiáticos.

Com informações da Dow Jones