Geral

Blatter responde às críticas de Ferdinand sobre racismo

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, respondeu diretamente ao zagueiro do Manchester United Rio Ferdinand após ser criticado por dizer que os casos de racismo em campo poderiam ser resolvidos com um aperto de mãos. O irmão do jogador, o também zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, teria sido ofendido de forma racista pelo […]

Arquivo Publicado em 17/11/2011, às 13h11

None

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, respondeu diretamente ao zagueiro do Manchester United Rio Ferdinand após ser criticado por dizer que os casos de racismo em campo poderiam ser resolvidos com um aperto de mãos. O irmão do jogador, o também zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, teria sido ofendido de forma racista pelo capitão do Chelsea, John Terry, durante o confronto entre as equipes em 23 de outubro.


Após suas declarações, Blatter postou um link em sua página no Twitter com uma foto, na qual abraçava Tokyo Sexwale, ministro dos direitos humanos da África do Sul e importante combatente da luta contra o Apartheid. A atitude foi criticada por Rio Ferdinand.


“Seus comentários (de Joseph Blatter) são tão condescendentes que é quase risível. Se os torcedores nos ofenderem de forma racista mas apertarem nossa mão, tudo bem?”, escreveu o jogador também no Twitter. “A Fifa tenta melhorar o comentário do Blatter colocando uma foto dele com um homem negro, preciso cobrir meus olhos”, completou.


Os comentários parecem ter irritado Blatter, que voltou a usar sua página pessoal no Twitter, mas desta vez para criticar o zagueiro. Em mensagem direta ao jogador, ele afirmou: “O ”homem negro”, como você chamou, tem um nome: Tokyo Sexwale”.


“Nós temos feito diversas atividades para aumentar o conhecimento da luta contra o racismo na África do Sul. A Fifa tem uma longa história e orgulho da luta na área contra a discriminação e vamos continuar assim”, completou o mandatário, desta vez sem resposta de Ferdinand.


Os casos de racismo têm assolado o futebol europeu há algumas temporadas e, neste ano, parecem ter se transferido para dentro de campo na Inglaterra. Além das acusações de Anton Ferdinand a John Terry, Luís Suárez, uruguaio do Liverpool, também teria ofendido de forma racista o lateral Patrice Evra, do Manchester United. Ele já foi chamado pela FA (Associação de Futebol da Inglaterra, na sigla em inglês) para dar explicações.

Jornal Midiamax