O papa Bento XVI desembarcou no aeroporto Barajas de Madri nesta quinta-feira para liderar os atos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que acontece na capital espanhola até domingo.

Mais de um milhão de peregrinos são esperados para o grande evento convocado pelo Vaticano, segundo os organizadores.

Bento XVI pediu nesta quinta-feira uma economia centrada no homem, não no lucro. “A economia não pode funcionar como uma economia autorregulada. O homem deve estar no centro da economia, e este não é o lucro e sim a solidariedade”, declarou aos jornalistas antes de desembarcar no aeroporto de Barajas, onde foi recebido pelo rei da Espanha, Juan Carlos I, e sua esposa, Sofía.

“Isto se confirma na crise atual. A economia não pode ser medida pelo máximo lucro. É preciso colocá-la a serviço da proteção do trabalho para todos”, completou o Papa.

Bento XVI também foi recebido no aeroporto pelo chefe de governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, membros do governo e da oposição.