Geral

Audiência discutirá enfrentamento e combate ao crack em MS

Será realizada na próxima segunda-feira (20) a audiência pública sobre o “Enfrentamento e Combate ao Crack”, proposta pelo deputado estadual Eduardo Rocha, líder do PMDB na Assembleia Legislativa. A audiência terá início às 14h, no plenário Júlio Maia. Na programação estão previstas palestras com representantes de vários setores que trabalham no combate às drogas. Dentre […]

Arquivo Publicado em 18/06/2011, às 19h47

None

Será realizada na próxima segunda-feira (20) a audiência pública sobre o “Enfrentamento e Combate ao Crack”, proposta pelo deputado estadual Eduardo Rocha, líder do PMDB na Assembleia Legislativa. A audiência terá início às 14h, no plenário Júlio Maia.

Na programação estão previstas palestras com representantes de vários setores que trabalham no combate às drogas. Dentre eles, o juiz federal Odilon de Oliveira; o promotor de Justiça Sérgio Eduardo Harfouche e o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), membro da comissão Especial de Políticas Públicas de Combate às Drogas da Câmara Federal.

A lei 4.032, de 26 de maio de 2011, de autoria do deputado Eduardo Rocha, institui a Semana de Enfrentamento e Combate ao Crack. Esta audiência será o primeiro evento na programação.

Para o deputado, é preciso um esforço conjunto e forte no sentido de combater o crack, considerado por muitos o “mal do século”. Segundo ele, a discussão vai trazer à tona um problema que vem preocupando a família brasileira e que diariamente tem destruído lares e jovens.

A Semana de Enfrentamento e Combate ao Crack no estado de Mato Grosso do Sul deverá ser celebrada anualmente, sempre na terceira semana de junho, com a participação da sociedade, do Cead/MS (Conselho Estadual Antidrogas) e dos demais órgãos que compõem o Sistema Estadual Antidrogas.

Devem ser programados eventos como debates, palestras nas escolas e em locais públicos, com o objetivo de conscientizar a população em geral, acerca dos efeitos que essa droga exerce no organismo, bem como de seu alto poder destrutivo.

Jornal Midiamax