Geral

Atentados suicidas em Damasco deixam mais de 40 mortos

Mais de 40 pessoas morreram e cerca de cem ficaram feridas em dois atentados suicidas contra escritórios dos serviços de segurança em Damasco, informou o vice-ministro sírio das Relações Exteriores, Faysal Meqdad. “Há mais de 40 mortos e mais de 100 feridos nos dois atentados de hoje”, disse Meqdad à imprensa no local de um […]

Arquivo Publicado em 23/12/2011, às 17h15

None

Mais de 40 pessoas morreram e cerca de cem ficaram feridas em dois atentados suicidas contra escritórios dos serviços de segurança em Damasco, informou o vice-ministro sírio das Relações Exteriores, Faysal Meqdad.


“Há mais de 40 mortos e mais de 100 feridos nos dois atentados de hoje”, disse Meqdad à imprensa no local de um dos ataques. “Vários soldados e um número elevado de civis morreram nos dois ataques cometidos por suicidas com carros repletos de explosivos contra bases da Segurança do Estado e outros escritórios dos serviços de segurança”, informou a rede de televisão estatal.


 “As primeiras investigações apontam para a responsabilidade da Al-Qaeda”, prosseguiu a rede. Os correspondentes da AFP na capital síria ouviram duas enormes explosões no centro da cidade. Testemunhas afirmaram que as bombas explodiram no bairro de Kfar Suseh. Um automóvel tentou forçar sua entrada no complexo da Segurança do Estado, enquanto o outro explodiu em frente a um edifício dos serviços de segurança na mesma região.


Estes atentados ocorrem um dia após a chegada a Damasco de uma missão responsável por preparar a chegada de observadores da Liga Árabe, que tentarão buscar uma saída para a crise do regime de Bashar al-Assad, após nove meses de protestos violentamente reprimidos, com um saldo de milhares de mortos.


O ministro sírio das Relações Exteriores, Walid Muallem, expressou sua confiança de que os observadores apoiarão a postura do Governo, que atribui os protestos à ação de “terroristas”.

Jornal Midiamax