Geral

Atentado suicida mata 19 no Afeganistão

Um atentado suicida, registrado durante funerais no nordeste do Afeganistão, deixou 19 mortos, entre eles um parlamentar, informou o governador da província de Tajar, onde ocorreu o ataque. “Em uma cerimônia funeral, um camicase matou 19 pessoas, incluindo Abdul Mutalib, um deputado de Tajar, e feriu outras 40 pessoas, todos civis”, disse o governador Abdul […]

Arquivo Publicado em 25/12/2011, às 21h04

None

Um atentado suicida, registrado durante funerais no nordeste do Afeganistão, deixou 19 mortos, entre eles um parlamentar, informou o governador da província de Tajar, onde ocorreu o ataque.


“Em uma cerimônia funeral, um camicase matou 19 pessoas, incluindo Abdul Mutalib, um deputado de Tajar, e feriu outras 40 pessoas, todos civis”, disse o governador Abdul Yabar Taqwa.


“Eu também estava convidado a esta cerimônia, mas não fui. O alvo era eu ou ele”, acrescentou o governador.


Abdul Mutalib era um ex-comandante dos mujahedines e ex-chefe da polícia da província de Kunduz. A vítima trabalhava no momento com o dirigente da oposição Abdulah Abdulah, da Coalizão Nacional Afegã.


“Este ato terrorista dirigido contra inocentes reunidos para uma cerimônia religiosa mostra, mais uma vez, a natureza maléfica do inimigo, que nem sequer aceita que o povo muçulmano do Afeganistão cumpra com os rituais do Islã”, declarou o presidente afegão, Hamid Karzai.


Segundo a embaixada americana em Cabul, “este atentado mostra que os talibãs e outros rebeldes realizam uma campanha mortífera contra civis afegãos inocentes, e revela a falsidade dos apelos lançados pelo mulá Omar por ocasião da festa do sacrifício (Eid al Adha) para se evitar a morte de civis”.

Jornal Midiamax