Geral

Associação Nipo de Campo Grande ainda não localizou vítimas do terromoto no Japão

Amanhã, 15 de março, a partir das 15 horas a diretoria da Associação Nipo Brasileira de Campo Grande promove uma reunião para traçar planos como meio de contatar os dekasegues que saíram daqui para trabalhar no Japão, país sacudido pelo terremoto na sexta-feira passada que teria matado ao menos duas mil pessoas, segundo dados oficiais divulgados […]

Arquivo Publicado em 14/03/2011, às 15h18

None
2093879356.jpg

Amanhã, 15 de março, a partir das 15 horas a diretoria da Associação Nipo Brasileira de Campo Grande promove uma reunião para traçar planos como meio de contatar os dekasegues que saíram daqui para trabalhar no Japão, país sacudido pelo terremoto na sexta-feira passada que teria matado ao menos duas mil pessoas, segundo dados oficiais divulgados nesta manhã.

O presidente da entidade, Bernardo Tibana disse que “até o presente momento não chegou nenhuma informação de pessoas ligadas aos diretores e associados mais próximos de que haja algum sul-mato-grossense vitima da tragédia” e que amanhã irá se reunir com a diretoria da Nipo para conversarem com o Japão, via Skype para saberem a real situação dos problemas encontrados pelos brasileiros no país, o intermediador da vídeo conferência será o sobrinho de um dos diretores da associação, Celso Oshiro que está em Guma, cidade próxima a Tóquio.

A associação irá definir quais ações humanitárias irão desenvolver e se algum dekasegue tem interesse de retornar ao Brasil.

Ainda segundo Bernardo, “a associação não dispõem de recurso financeiros para custear passagens, mas entrarão em contato com a embaixada brasileira no Japão e se necessário, Força Aérea Brasileira solicitando aeronave para transportar os brasileiros a nosso país, isso caso seja solicitado, também definirão data e local da semana para homenagear os mortos no desastre”.

Jornal Midiamax