Geral

Ásia desempenha papel fundamental na recuperação econômica global, diz diretora-gerente do FMI

Depois de visitar nos últimos dias vários países asiáticos, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, emitiu hoje (16) um comunicado informando que a Ásia desempenha um papel fundamental na recuperação econômica global. Segundo ela, os asiáticos reagem de maneira intensa e precisa aos efeitos da crise econômica internacional que atinge princip...

Arquivo Publicado em 16/11/2011, às 14h58

None
Depois de visitar nos últimos dias vários países asiáticos, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, emitiu hoje (16) um comunicado informando que a Ásia desempenha um papel fundamental na recuperação econômica global. Segundo ela, os asiáticos reagem de maneira intensa e precisa aos efeitos da crise econômica internacional que atinge principalmente os Estados Unidos e a Europa.
Ao passar pelo Japão, Lagarde disse que conversou com as autoridades japonesas sobre os desafios que devem ser enfrentados pela comunidade internacional. “Essa região [asiática] claramente continua a impulsionar a recuperação global, mas ao mesmo tempo sofrente com as tensões que vêm da zona do euro”, disse ela, no comunicado.
Em seguida, Lagarde acrescenta que se a situação piorar ainda mais “a Ásia sofrerá os impactos negativos tanto no comércio quanto nos canais do setor financeiro”. No Japão, ela se reuniu com o ministro das Finanças e o presidente do Banco Central do país.
A diretora-gerente do FMI elogiou o esforço do governo japonês em tentar recuperar o país depois do terremoto de 11 de março deste ano, seguido de tsunami. Os efeitos das catástrofes naturais atingiram diretamente a economia do país, pois afetaram as exportações, os empregos e a agricultura.
No começo desta semana, em Pequim, na China, Lagarde destacou o papel da Ásia na liderança do mundo fora da crise. “A ascensão da Ásia na economia global é realmente a história de sucesso econômico definição dos tempos modernos. E assim hoje não é surpresa alguma que a Ásia está impulsionando a recuperação global. Em tudo isso, a China é muito mais que um líder “, disse ela.
Durante seu discurso em Pequim, Lagarde disse que uma maior interdependência global significava a cooperação essencial. “Em nosso mundo, cada vez mais interconectado, nenhum país ou região pode ir sozinho. Estamos unidos pelo nosso sucesso ou fracasso econômico”, disse ela.
A visita à Ásia de Lagarde ocorreu dias após a Cúpula do G20 (que reúne as 20 maiores economias do mundo), em Cannes, na França. Na ocasião, líderes mundiais, entre eles a presidenta Dilma Rousseff se reuniram para definir ações de combate à crise econômica internacional.
Lagarde disse que ainda este mês viajará para a América Latina, mas não foram divulgadas nem as datas nem os países que serão visitados.
Jornal Midiamax