Geral

Após um ano, família de “Paulinho” aguarda sentença de autores

Após um ano do assassinato de Paulo Henrique Rodrigues, 17, o “Paulinho” que morreu enquanto trabalhava, após um assalto na mercearia de sua família no bairro Tarumã no dia 17 de fevereiro do ano passado, aguarda a sentença dos autores Marcelo de Souza Ribeiro, 19, o “Cicatriz” e Alessandro da Anunciação, 27, o “Testa”. Desde […]

Arquivo Publicado em 02/03/2011, às 11h23

None
1812804159.jpg

Após um ano do assassinato de Paulo Henrique Rodrigues, 17, o “Paulinho” que morreu enquanto trabalhava, após um assalto na mercearia de sua família no bairro Tarumã no dia 17 de fevereiro do ano passado, aguarda a sentença dos autores Marcelo de Souza Ribeiro, 19, o “Cicatriz” e Alessandro da Anunciação, 27, o “Testa”.

Desde o último dia 8 de janeiro, a defesa de “Cicatriz” e “Testa” tem 60 dias para entregar as alegações finais, antes da sentença do juiz.

Crime

No dia 17 de fevereiro do ano passado, o adolescente trabalhava na bicicletaria de seu padrasto em frente à mercearia Vidal (também de sua família), quando foi atingido pelo tiro disparado por Marcelo, que assaltou o comércio no cruzamento das ruas Acaia e Itaoca.

Durante a fuga, “Cicatriz” disparou com uma pistola calibre 45 acertando o coração do jovem, que foi levado ao posto de saúde do Coophavilla II, porém não resistiu.

O outro envolvido no crime, o “Testa”, esperava pelo comparsa numa motocicleta. De acordo com a polícia, ele é o dono da arma. Os dois levaram cerca de R$ 600 no assalto.

Alessandro da Anunciação é evadido do sistema penitenciário, possui passagens por roubo, homicídio, receptação e estelionato; e Marcelo de Souza já foi preso por receptação, porte ilegal de arma e roubo.

Os dois foram presos no dia 18 de fevereiro de 2010. “Testa” que morava no bairro das Perdizes foi preso com a pistola, calibre 45, utilizada no assassinato do adolescente que estava enterrada no quintal da casa.

Após isso, os policiais foram em busca do segundo autor e, no bairro Moreninhas, encontraram Marcelo de Souza Ribeiro, de 19 anos. Os dois continuam presos.

Jornal Midiamax