Geral

Após reação de comerciantes, Governo troca Unei por Batalhão da PM em frente ao Mercadão

A instalação de uma Unidade de Semiliberdade de adolescente em um imóvel na rua 26 de agosto em frente ao Mercadão Municipal causou reação entre os comerciantes e moradores da área

Arquivo Publicado em 09/02/2011, às 12h55

None
1582297324.jpg

A instalação de uma Unidade de Semiliberdade de adolescente em um imóvel na rua 26 de agosto em frente ao Mercadão Municipal causou reação entre os comerciantes e moradores da área

A possível instalação de uma Unidade de Semiliberdade de adolescente em um imóvel na rua 26 de agosto em frente ao Mercadão Municipal causou reação entre os comerciantes e moradores da área. Agora, o imóvel deve ser utilizado como sede do Comando do 1º Batalhão da Polícia Militar, segundo informações do Comandante Geral da PMMS, Coronel David.


A instalação da unidade de semiliberdade chegou a ser publicada no Diário Oficial do dia 26 de agosto. De acordo com a publicação, o governo pagaria R$ 30 mil para utilizar o imóvel por um ano. A intenção era transferir a unidade para adolescentes que, atualmente, está localizada na rua Filinto Muller.


Os comerciantes da região não gostaram da ideia da transferência da unidade e se mobilizaram. Uma manifestação chegou a ser programada informalmente para a manhã desta quarta-feira (9) e contou com a presença do deputado estadual Marquinhos Trad. Porém, antes mesmo de começar o protesto, o Comandante Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Coronel David, esteve no local e afirmou que o imóvel será utilizado como sede do 1º Batalhão da Polícia Militar.


Na ocasião, ele disse que recebeu essa garantia do secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.


Sobre a instalação da unidade de semiliberdade no local, o Coronel afirmou que não sabia disso e que lá será instalada a sede do comando do 1º BPM. O Coronel disse que não sabia do possível protesto e que, na manhã de hoje, veio dar uma olhada no imóvel que, segundo ele, atende às necessidades para a instalação do comando do 1º BPM.


De acordo com o Coronel, a vinda do 1º BPM para esse imóvel é importante como ponto estratégico de combate ao tráfico de drogas. O Batalhão possui 120 homens e é responsável pelas regiões do Imbirussu, Lago e área central da Capital. (Material editado às 11h15)

Jornal Midiamax