O ditador da Líbia, Muammar Kadhafi, disse na madrugada desta quarta-feira (24) que a retirada de suas tropas de sua fortaleza em Trípoli foi um “movimento tático” e prometeu “morte ou vitória” perante o que qualificou de uma “agressão” das tropas ocidentai.

Tropas rebeldes invadiram Bab al-Aziziya, o QG de Kadhafi, na tarde desta terça-feira, em uma ação que o Conselho Nacional de Transição considerou como a vitória sobre o regime do coronel, três dias depois da tomada de Trípoli.

Kadhafi e seus filhos não foram encontrados no local, e seguem em local incerto.

As declarações de Kadhafi foram feitas a uma rádio local da capital, Trípoli, e transmitidas pela TV Al-Orouba.

Ele acusou a Otan de ter bombardeado seu complexo 64 vezes. A aliança militar ocidental, que cumpre mandato da ONU para proteger civis na Líbia, confirmou ter sobrevoado o complexo de Kadhafi, mas não confirmou os bombardeios.