Geral

Após oito altas seguidas, mercado reduz previsão de inflação em 2011

Depois de oito altas seguidas, o mercado financeiro reduziu a previsão para a inflação de 2011 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (9) aponta que a expectativa do mercado para a inflação oficial, que na semana passada era de 6,37%, está agora […]

Arquivo Publicado em 09/05/2011, às 11h27

None

Depois de oito altas seguidas, o mercado financeiro reduziu a previsão para a inflação de 2011 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (9) aponta que a expectativa do mercado para a inflação oficial, que na semana passada era de 6,37%, está agora em 6,33%.


Na sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou levantamento que apontou que o IPCA acumulado nos últimos 12 meses atingiu 6,51% em abril, superando o teto da meta estipulado pelo governo para este ano, que é de 6,5%. O centro da meta é 4,5%, com dois pontos de tolerância para mais ou para menos. O índice acumulado nos 12 meses até abril é o mais alto verificado desde julho de 2005, quando o IPCA atingiu 6,57%.


Ainda de acordo com o relatório, a previsão do mercado para a taxa Selic ao final de 2011 se manteve estável em 12,5% ao ano. Para 2012, porém, o mercado elevou a expectativa de 12% para 12,25%.


A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro para este ano também se manteve estável em 4%. Não houve mudança ainda na expectativa do mercado em relação ao dólar, que deve fechar 2011 cotado a R$ 1,62.

Jornal Midiamax