Foi controlado por volta das 14h30 desta segunda-feira (15) o incêndio que consumiu parte da vegetação do Parque Anhanduí, região sul de Campo Grande. O Corpo de Bombeiros enviou ao local 12 militares que trabalharam durante cinco horas para conter as chamas.

Cerca de oito hectares da vegetação típica do cerrado foram destruídos. Segundo os bombeiros, a direção do vento, que mudava a todo instante, aliada a vegetação seca dificultaram o combate.

Pouco mais de 15 mil litros de água foram utilizados para apagar as chamas. No local, existem espécies como ipês, bacuris, jatobás, buritis e cumbarus. Vários animais fugiram do parque por causa do incêndio.

Um fio de alta tensão caiu em cima de uma das cercas do parque e as aulas dos cursos que crianças e adolescentes frequentam na sede foram canceladas, pois o fogo ficou a 20 metros do local.

Os bombeiros acreditam que as chamas começaram por causa de alguma ponta de cigarro jogada no mato.

Crime

Por volta das 15 horas, do outro lado da cidade, um garoto de 13 anos foi apreendido após ser flagrado ateando fogo em uma vegetação que cobria um terreno no Bairro Otávio Pécora, em Campo Grande.

Ainda conforme os bombeiros, ele queimava uma área extensa e foi denunciado por moradores. A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi acionada e encaminhou o rapaz até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.