Geral

Ângela Maria é atração de Seresta das Mães nesta sexta-feira

A cantora Ângela Maria é a atração escolhida para o retorno nesta sexta-feira, 06 de maio, do projeto “Noite da Seresta”, promovido pela Prefeitura de Corumbá, através da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal. A artista se apresentará no coreto do Jardim da Independência em homenagem do Dia das Mães, comemorado no domingo, 08 […]

Arquivo Publicado em 06/05/2011, às 22h16

None

A cantora Ângela Maria é a atração escolhida para o retorno nesta sexta-feira, 06 de maio, do projeto “Noite da Seresta”, promovido pela Prefeitura de Corumbá, através da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal.


A artista se apresentará no coreto do Jardim da Independência em homenagem do Dia das Mães, comemorado no domingo, 08 de maio.Além de Angela Maria, artistas locais também se apresentarão como Elizeth, Doralina, Evandro e Lucinha Philbois.


Sapoti


Abelim Maria da Cunha é o verdadeiro nome de Ângela Maria, que nasceu em Macaé, RJ, em 13 de maio de 1928. Apelidada de “Sapoti”, pelo presidente Getúlio Vargas por ter a voz doce e a cor da fruta, a carreira dela perpassa pelos shows de calouros, por atuações como crooner, em rádios, até adquirir prestígio internacional com diversas turnês pela Europa, Estados unidos, América Central e África.


Tornou-se a cantora mais popular do Brasil durante a década de 1950, alcançando os maiores êxitos com os sambas-canções Fósforo queimado (Paulo Marques, Milton Legey e Roberto Lamego), Vida de bailarina (Américo Seixas e Chocolate), Orgulho (Valdir Rocha e Nelson Wederkind), Ave Maria no morro (Herivelto Martins) e Lábios de mel (João Vilaça Júnior e Nage), alem da canção afro-cubana Babalu (Margarita Lecuona).


Em 1975, com 25 anos de uma carreira de muitos sucessos, preferia apresentar-se em clubes do interior ou em churrascarias das grandes cidades, ambientes onde, ao contrário da televisão e das boates sofisticadas, sentia mais de perto a reação do povo.


Considerada, ao lado de Elis Regina, uma das mais puras vozes da musica popular brasileira, continua a apresentar-se em espetáculos e em televisão.

Jornal Midiamax