Geral

Aldo Rebelo adota novos critérios de escolha na troca da cúpula do Ministério do Esporte

Aldo Rebelo (PCdoB), que substituiu Orlando Silva, acusado de corrupção no ministério dos Esportes, anunciou nesta segunda-feira (14) os nomes de três novos secretários para compor a pasta. A economista Paula Pini, que ocupava o posto de especialista para o desenvolvimento urbano no Banco Mundial, foi nomeada secretária-executiva, em substituição a Waldemar Souza, que permanece […]

Arquivo Publicado em 14/11/2011, às 20h12

None

Aldo Rebelo (PCdoB), que substituiu Orlando Silva, acusado de corrupção no ministério dos Esportes, anunciou nesta segunda-feira (14) os nomes de três novos secretários para compor a pasta.


A economista Paula Pini, que ocupava o posto de especialista para o desenvolvimento urbano no Banco Mundial, foi nomeada secretária-executiva, em substituição a Waldemar Souza, que permanece no ministério, em cargo a ser ainda definido.


Paula Pini foi escolhida pela sua experiência na área de mobilidade urbana, área que coordenava no Banco Mundial, e que será necessária na organização da Copa e das Olimpíadas.


Para a chefia da assessoria internacional, Rebelo nomeou o diplomata Carlos Henrique Cardim, ex-embaixador do Brasil na Noruega e Islândia. Ana Prestes, a atual ocupante do cargo, fica na subchefia de Cardim.


Afonso Barbosa, vice-almirante reformado e que trabalhou nos governos Sarney, FHC e Lula foi chamado para a secretaria nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social.


“Para as nomeações eu segui critérios técnicos, políticos, administrativos, de capacidade intelectual, de experiência de vida, de compromisso com o interesse público e também de afinidade pessoal”, disse o ministro. Os três têm ligações com o PCdoB, mas nenhum é filiado ao partido.


Jornal Midiamax