Geral

Agesul pagará mais R$ 580 mil em contrato de R$ 3,5 milhões por ‘supervisão’ de obra

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) acrescentou R$ 584.423,28 a um contrato com valor inicial de R$ 3,5 milhões firmado em 2009 com a CPR Consultoria e Projetos Rodoferroviários Ltda para “supervisão de obras de pavimentação”. A fortuna foi adicionada com um termo aditivo publicado nesta quinta-feira (22). O atual […]

Arquivo Publicado em 22/09/2011, às 15h30

None

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) acrescentou R$ 584.423,28 a um contrato com valor inicial de R$ 3,5 milhões firmado em 2009 com a CPR Consultoria e Projetos Rodoferroviários Ltda para “supervisão de obras de pavimentação”.


A fortuna foi adicionada com um termo aditivo publicado nesta quinta-feira (22). O atual deputado federal Edson Giroto, então secretário de obras de Puccinelli, foi quem assinou o contrato original como ordenador de despesas. Flávio Miyahira assinou o contrato de 2009 e o aditivo de hoje pela CPR Consultoria e Projetos Rodoferroviários Ltda.


Segundo o extrato da contratação, publicado em 3 de fevereiro de 2010, a CPR receberia R$ 3.529.611,36 para realizar apenas “serviço de supervisão de obras de pavimentação da rodovia BR-359” no trecho entre a divisa com Goiás e Alcinopolis. Não há informações nos extratos sobre quem efetivamente realizaria a pavimentação supervisionada.


Wilson Cabral assinou o Termo Aditivo, que não informa se houve alteração no prazo de duração. Inicialmente o prazo de execução dos “serviços de supervisão” era de 720 dias.

Jornal Midiamax