Geral

WikiLeaks: Dirceu duvidou de recuperação de Lula após mensalão

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu deixou o governo em 2005 duvidando da capacidade que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria para se recuperar dos estragos que o escândalo do mensalão causou à sua imagem, segundo um despacho diplomático americano obtido pela organização WikiLeaks. Dois meses depois do seu afastamento, Dirceu disse […]

Arquivo Publicado em 20/12/2010, às 12h37

None

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu deixou o governo em 2005 duvidando da capacidade que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria para se recuperar dos estragos que o escândalo do mensalão causou à sua imagem, segundo um despacho diplomático americano obtido pela organização WikiLeaks. Dois meses depois do seu afastamento, Dirceu disse a um amigo americano que Lula dificilmente seria reeleito nas eleições de 2006 e afirmou que ele poderia desistir de concorrer a um novo mandato se ficasse “deprimido”. De acordo com o despacho, Dirceu considerava mais provável uma vitória da oposição em 2006. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.


O ex-ministro José Dirceu disse que os informes sobre seus contatos com a diplomacia americana não refletem com fidelidade suas opiniões e omitem críticas que ele diz ter feito à política externa dos Estados Unidos. “Isso aí é a versão deles para o que eu falei, mas não é exatamente o que eu penso”, disse na sexta-feira, em entrevista por telefone, de Lisboa. Dirceu afirmou que não era tão pessimista sobre as chances de Lula se reeleger

Jornal Midiamax