Geral

TV deverá informar classificação para cegos e analfabetos

A Secretaria Nacional de Justiça determinará que as emissoras de televisão veiculem a classificação indicativa da programação também em áudio. A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Andréa Michael e publicada na Folha desta terça-feira (23). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL. Atualmente, a faixa etária […]

Arquivo Publicado em 23/03/2010, às 13h23

None

A Secretaria Nacional de Justiça determinará que as emissoras de televisão veiculem a classificação indicativa da programação também em áudio. A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Andréa Michael e publicada na Folha desta terça-feira (23).


A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL.


Atualmente, a faixa etária para a qual cada programa é recomendado aparece apenas em uma mensagem escrita no vídeo, não atingindo o público cego e analfabeto.


De acordo com informações da coluna, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, afirma que a ordem para exibir a classificação em áudio atende a uma demanda captada em pesquisa realizada em 2008.


Tuma disse à coluna que ainda fará uma rodada de conversas com as redes de televisão para definir uma mensagem padrão para o áudio.

Jornal Midiamax