Geral

Três Lagoas: Construção de mini- usina de leite pode depender de nova licitação

A construção da tão esperada mini usina de leite em Três Lagoas poderá demorar ainda mais para sair do papel. Segundo o presidente da Associação dos Leiteiros de Rua de Três Lagoas, Valter Feliciano, em virtude de um erro na planta do projeto um novo processo licitatório poderá ser realizado para a definição da empresa […]

Arquivo Publicado em 09/09/2010, às 19h29

None

A construção da tão esperada mini usina de leite em Três Lagoas poderá demorar ainda mais para sair do papel.


Segundo o presidente da Associação dos Leiteiros de Rua de Três Lagoas, Valter Feliciano, em virtude de um erro na planta do projeto um novo processo licitatório poderá ser realizado para a definição da empresa que irá construir o tão esperado laticínio.


Feliciano informou que no projeto atual consta que a mini-usina seria construída na rua Taufic Faran, na Vila Piloto,porém o empreendimento será realizada na rua Márcia Mendes, no Santa Júlia.


O presidente da associação adiantou que, a engenheira responsável pela empresa ganhadora do processo licitatório está verificando junto a Caixa Econômica Federal toda a parte burocrática do projeto, para que então as obras possam ser iniciadas, mas se esta pendência não for resolvida, somente uma nova licitação para resolver o problema.


Enquanto a tão esperada mini- usina de leite não é construída em Três Lagoas, os leiteiros de rua continuam trabalhando ilegalmente no município.


A construção da mini- usina de leite em Três Lagoas já se arrasta desde 2004, quando foi liberada uma emenda de autoria do ex-deputado federal João Grandão, no valor de R$ 300 mil. Em 2008, a então prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB) havia anunciado que o governo do Estado entraria com uma contrapartida de mais R$ 150 mil para complementar o recurso já garantido, valor este, que segundo Valter, está em torno de R$ 500 mil.

Jornal Midiamax