Geral

TRE derruba liminar que proibiu reportagem sobre aliança de André e Artuzi

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul suspende nesta sexta-feira a liminar que havia vetado a reportagem publicada no dia 3 deste mês pelo Midiamax sob o título “Prisão de Artuzi atinge campanha de André Puccinelli, Moka e Rigo em Dourados”. A liminar havia sido concedida pelo juiz eleitoral Amaury da Silva […]

Arquivo Publicado em 10/09/2010, às 15h21

None

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul suspende nesta sexta-feira a liminar que havia vetado a reportagem publicada no dia 3 deste mês pelo Midiamax sob o título “Prisão de Artuzi atinge campanha de André Puccinelli, Moka e Rigo em Dourados”.

A liminar havia sido concedida pelo juiz eleitoral Amaury da Silva Kuklinski, mesmo magistrado que julgou improcedência da ação movida pela coligação “Amor, Trabalho e Fé”, do governador André Puccinelli, candidato a reeleição do PMDB.

O material cita que o prefeito Ari Artuzi, do PDT, preso na semana passada Polícia Federal, que o apontou como chefe de organização que fraudava licitações públicas, fechou aliança com Puccinelli após Puccinelli lançar uma obra na cidade.

Eis um trecho do despacho do juiz Kuklinski: “A nota explicativa sequer aborda todo o tema da notícia, referindo-se genericamente aos impactos da operação Uragano no processo eleitoral em Dourados. Não há sequer menção a que candidaturas teriam sofrido os impactos. Além do que, verídica a concessão de liminar a André Puccinelli.

Nesses termos, por não vislumbrar qualquer ilicitude na veiculação combatida, acato a manifestação ministerial e, cassando a liminar concedida, julgo improcedente o pedido, determinando a extinção do feito com resolução de mérito e seu arquivamento”.

Saiba mais sobre o caso em notícias relacionadas, logo abaixo

Jornal Midiamax