Tratorista confessa ter matado jardineiro em Ponta Porã

Investigadores do Serviço de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Ponta Porã prenderam ontem o tratorista José Luiz Tavares de Souza, de 44 anos, acusado de matar a pauladas o jardineiro Ivo Vieira, de 49 anos, na noite de domingo (28), nas proximidades da casa de José Luiz. Ao ser ouvido pelo delegado do […]
| 03/03/2010
- 14:15
Tratorista confessa ter matado jardineiro em Ponta Porã

Investigadores do Serviço de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Ponta Porã prenderam ontem o tratorista José Luiz Tavares de Souza, de 44 anos, acusado de matar a pauladas o jardineiro Ivo Vieira, de 49 anos, na noite de domingo (28), nas proximidades da casa de José Luiz.

Ao ser ouvido pelo delegado do 1º DP, Clemir Vieira Junior, José Luiz confessou o crime, que teria sido praticado por causa de um desentendimento com a vítima há alguns dias. O filho de José teria passado na frente da casa de Ivo com uma espingarda de pressão e a vítima achou que era uma arma de fogo.

Os dois discutiram e na noite de domingo, José Luiz disse que voltava para casa por volta das 19h30min em companhia de sua esposa, do filho e de um amigo, quando se encontrou novamente com Ivo, que estaria armado com uma faca e teria dito “é você mesmo que eu estava procurando”.

Na versão de José Luiz, Ivo teria partido em sua direção com a faca na mão. O tratorista contou que conseguiu se livrar do jardineiro, que em seguida o agressor foi em direção da mulher. Nesse momento, segundo o tratorista, ele pegou um pedaço de madeira e desferiu vários golpes contra a cabeça do jardineiro, deixando-o caído.

Só depois que ficou sabendo que o jardineiro havia morrido. Junto ao corpo da vitima os policiais encontraram uma garrafa de aguardente (Fortin) e uma faca que estaria com Ivo. O agressor negou que estivessem juntos tomando bebidas. Por ter residência fixa e não ter antecedentes o tratorista foi ouvido e liberado e deve responder pelo crime em liberdade.

Últimas notícias