Geral

Título mundial não apaga dor da Copa para jogadores brasileiros

No meio do ano, a dor pela eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo com a Seleção Brasileira; meses depois, a alegria pela conquista do título mundial com o Internazionale após a vitória por 3 a 0 sobre o Mazembe. Para o goleiro Julio César, o lateral-direito Maicon e o zagueiro Lúcio, a […]

Arquivo Publicado em 18/12/2010, às 22h42

None

No meio do ano, a dor pela eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo com a Seleção Brasileira; meses depois, a alegria pela conquista do título mundial com o Internazionale após a vitória por 3 a 0 sobre o Mazembe. Para o goleiro Julio César, o lateral-direito Maicon e o zagueiro Lúcio, a conquista deste sábado serve para amenizar um pouco a decepção que eles tiveram na África do Sul. Mas, claro, não substitui aquela derrota.


Maicon é quem é mais enfático. Para ele, não existe comparação.


– É totalmente diferente. Eu queria vencer muito aquele título com a Seleção. É o título máximo da carreira de um atleta. O ano de 2010 foi perfeito para nós no Inter, apesar de não termos conquistado a Supercopa.


Julio César pelo menos comemora poder retornar ao Brasil com um pouco mais de alegria na comparação com o que aconteceu no meio do ano. Ele curtirá o recesso de fim de ano em paz.


– Para mim, é motivo de orgulho, de felicidade. Vou chegar diferente de como cheguei depois da Copa. Vou chegar mais feliz, mais alegre.


Os brasileiros foram fundamentais na conquista do time milanês. Julio César, Lúcio e Thiago Motta foram a campo nas duas partidas. Maicon entrou no time na final. O garoto Philippe Coutinho, apesar de cortado do Mundial, também acompanhou a delegação do Internazionale em Abu Dhabi.

Jornal Midiamax