Geral

Testes com radar estático são realizados em Campo Grande

Testes com um radar estático foram realizados nesta semana pela Agetran (Agencia Municipal de Transporte e Trânsito) em conjunto com a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito). Após este período terá uma fase de advertência que a Agetran encaminhará aos condutores que forem flagrados em velocidade acima da permitida para a via fiscalizada. Os […]

Arquivo Publicado em 18/12/2010, às 10h26

None

Testes com um radar estático foram realizados nesta semana pela Agetran (Agencia Municipal de Transporte e Trânsito) em conjunto com a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito). Após este período terá uma fase de advertência que a Agetran encaminhará aos condutores que forem flagrados em velocidade acima da permitida para a via fiscalizada.

Os testes foram realizados na Avenida Fabio Zahran. O equipamento foi apresentado aos policiais da Ciptran e aos Agentes da Agetran, que deverão utilizar o equipamento (MultaRadar C), para fiscalizar o desrespeito a velocidade. Técnicos da empresa Perkons realizaram a demonstração, tendo início por volta das 14 horas e término 15h30min. Durante esses testes foram flagrados 422 veículos, sendo constatados 163 acima da velocidade máxima permitida para o local.

Os condutores não serão advertidos nem autuados, pois este é teste para ajustes técnicos e conhecimento do radar que trabalha pelo princípio Doppler para o registro da velocidade, ou seja, ele utiliza ondas que formam um feixe de leitura, gerando uma resposta segura, rápida e de alta qualidade, podendo ser utilizado a noite, pois dispõe de um flash infravermelho.

O chefe de fiscalização de trânsito da Agetran, Éder Vera Cruz destaca as vantagens do aparelho. “Ele é de fácil instalação e manuseio. Favorecendo um rápido deslocamento de uma via para outra. Contando a parceria da Ciptran será possível fiscalizar num período várias ruas e avenidas”, disse.

Segundo Éder o condutor deve se sentir monitorado e adotar um comportamento seguro, evitando abusar da velocidade, que tem sido causa de vários acidentes, como as motocicletas. “Este aparelho registra inclusive a imagem de uma motocicleta que esteja com a placa levantada, vindo assim a penalizar o infrator”.

Vera Cruz lembra que os testes serão realizados em diversas avenidas da capital. ”O objetivo da Fiscalização é fazer com acidentes graves e fatais não ocorram por excesso de velocidade, para tal os locais além da sinalização existente sempre contará com placas indicativas do uso do radar eletrônico”.

“Atualmente os condutores reduzem a marcha próximo das lombadas ou radares e aumentam logo em seguida, com a facilidade de deslocamento do radar estático, os infratores que tem o costume de avisar onde esta acontecendo uma blitz, não surtirá efeito, já que a equipe consegue se locomover para vários pontos em um curto espaço de tempo, proporcionando mais segurança aos pedestres e usuários da via”, concluiu.

Jornal Midiamax