Geral

Tendência do PSDB é continuar com André, avalia Tereza Cristina

A secretária de Produção e Turismo, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, pré-candidata à deputada federal pelo PSDB, disse hoje que a tendência do partido é firmar aliança com o PMDB, mas tudo vai depender da conjuntura nacional. Isso significa que os tucanos estão mais propensos a apoiar André Puccinelli (PMDB). Quando o governador desafiou […]

Arquivo Publicado em 25/01/2010, às 15h25

None

A secretária de Produção e Turismo, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, pré-candidata à deputada federal pelo PSDB, disse hoje que a tendência do partido é firmar aliança com o PMDB, mas tudo vai depender da conjuntura nacional. Isso significa que os tucanos estão mais propensos a apoiar André Puccinelli (PMDB).

Quando o governador desafiou os aliados que não estiverem satisfeitos a abandonar o barco, houve uma repercussão dentro do partido e os ânimos esquentaram, admitiu Tereza Cristina.

Ocorre que é cogitado o nome da senadora Marisa Serrano (PSDB) como possível candidata à sucessão estadual. Isso dividiria o governo, já que os tucanos administram tanto o Estado como a Capital ao lado dos peemedebistas.

“A tendência é seguir com o André [governador André Puccinelli]. Mas, em política tudo é possível de acontecer e tem coisa que não depende do governador”, disse a tucana que ocupa cargo no 1º escalão na atual administração estadual.

Segundo Tereza Cristina, em Mato Grosso do Sul o PSDB vai ter palanque para o pré-candidato tucano à presidência, José Serra. Se não for ao lado de Puccinelli, os tucanos do Estado terão o seu próprio candidato, ou, candidata.

Marisa Serrano foi candidata à governadora em 2002 e levou o então candidato à reeleição, Zeca do PT para o segundo turno.

Jornal Midiamax