Geral

Temer em MS: Beto Pereira diz ter sido perseguido por apoiar Dilma

Em discurso no Rádio Clube, o presidente da Associação dos Municípios (Assomasul) e prefeito de Terenos, Beto Pereira (sem partido) desabafou ao dizer que foi perseguido politicamente por apoiar Dilma Rousseff. Beto tinha raízes no PMDB, mas migrou para o PSDB um ano antes das eleições. O prefeito também enumerou as ações municipalistas do governo […]

Arquivo Publicado em 22/10/2010, às 00h14

None

Em discurso no Rádio Clube, o presidente da Associação dos Municípios (Assomasul) e prefeito de Terenos, Beto Pereira (sem partido) desabafou ao dizer que foi perseguido politicamente por apoiar Dilma Rousseff. Beto tinha raízes no PMDB, mas migrou para o PSDB um ano antes das eleições.


O prefeito também enumerou as ações municipalistas do governo Lula em vários setores da administração pública, e o incremento para R$ 1,4 bilhão na verba federal destinada aos municípios brasileiros.


Beto Pereira pediu um minuto de silêncio em homenagem ao prefeito Cláudio Valério (PMDB), que morreu na madrugada de hoje vítima de um ataque cardíaco. O prefeito de Terenos lembrou que Valério era um “patrimônio” do partido, e grande apoiador e entusiasta da candidatura de Dilma Rousseff.

Jornal Midiamax