Geral

Temer e Padilha garimpam votos em MS na quinta; Índio e Alckmin vêm no dia seguinte

Vice de Dilma e ministro das Relações Institucionais participam de evento com prefeitos na Capital; vice de Serra marca presença em ato com Puccinelli

Arquivo Publicado em 18/10/2010, às 13h46

None

Vice de Dilma e ministro das Relações Institucionais participam de evento com prefeitos na Capital; vice de Serra marca presença em ato com Puccinelli

Candidatos a vice-presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB) e Índio da Costa (DEM) confirmaram presença em eventos políticos em Mato Grosso do Sul nesta semana. Michel que integra a chapa da petista Dilma Rousseff vem na quinta-feira, dia 21, acompanhado do ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Já Índio da Costa parceiro de chapa de José Serra (PSDB) vem na sexta-feira junto com o governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

No fim de semana, o Midiamax já havia noticiado que MS entrou na rota de lideranças nacionais apoiadoras de Dilma e de Serra neste segundo turno. Contudo, a vinda dos quatro líderes mencionados dependia de confirmação das respectivas assessorias.

Michel e Padilha participam de ato político com prefeitos de Mato Grosso do Sul em Campo Grande. A informação foi repassada pela presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de MS), prefeito de Terenos, Beto Pereira, um dos coordenadores do evento.

Conforme Beto Pereira, o evento será às 17 horas, no Tatersal da Acrissul, no Parque Laucídio Coelho. A expectativa é de reunir entre 30 e 40 prefeitos de MS simpatizantes da presidenciável do PT. Inicialmente, o evento dos prefeitos, com a presença de Padilha, estava previsto para hoje no Hotel Vale Verde, centro de Campo Grande, mas a coordenação da campanha de Dilma pediu alteração da data.

Agora, Padilha virá junto com Temer na quinta-feira. “Como o evento tomou outras proporções além de prefeitos, reuniremos também vice-prefeitos, vereadores, deputados e outras lideranças partidárias que apóiam Dilma”, conta Beto Pereira.

Temer confirmou a agenda em Campo Grande no fim de semana. Na semana passada, ele esteve em Cuiabá, capital do vizinho Mato Grosso onde participou de ato pró-Dilma com prefeitos mato-grossenses.

Nesta manhã, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB) confirmou presença no evento pró-Dilma, em Campo Grande. Ele que assumiu a função de coordenador dos prefeitos ‘dilmistas’ é alvo de críticas dos petistas que acusam de apenas “feito de conta” na campanha presidencial no primeiro turno.

Tucanos

Conforme a assessoria do PSDB, Alckmin chega na sexta-feira pela manhã e participa de carreata em Dourados. À tarde segue para Campo Grande onde se encontro com Índio da Costa. A agenda na Capital ainda será definida no decorrer da semana. O governador André Puccinelli (PMDB) deve participar do evento.

A ideia é realizar um grande ato pró-Serra com a presença de prefeitos e caravanas de lideranças do interior do Estado. Por hora, não está prevista a vinda dos dois presidenciáveis ao Estado. Ambos se concentram em regiões com maior densidade eleitoral.

Mato Grosso do Sul está entre os oito estados nos quais Dilma teve menos votos que José Serra. No Estado, Dilma teve cerca de 517 mil votos (39%) e o tucano mais de 550 mil (42%).

Colaborou: Diego Alves
Jornal Midiamax