Geral

“Tanta criança para ser adotada, por que justo a minha filha?”, questiona mãe de bebê raptada no HU

"Tanta criança para ser adotada, por que justo a minha filha?", questiona mãe de bebê raptada no HU

Arquivo Publicado em 06/09/2010, às 22h11

None

“Tanta criança para ser adotada, por que justo a minha filha?”, questiona mãe de bebê raptada no HU

“Perdoar eu perdôo, mas tem tanta criança no mundo que quer e precisa ser adotada, por que ela foi roubar justamente a minha?”. Esse é o questionamento da dona de casa Laudinéia Alves (25), que na manhã de hoje teve a filha, a recém nascida Kelly, raptada no Hospital Universitário.

Segundo ela, as horas foram de total desespero. “Uma agonia, e ninguém me dizia nada no hospital, só que ela entrou aqui com uma barriga falsa”, contou a jovem mãe. Ela que já é mãe de mais duas crianças, disse que a filha nasceu de novo. “É uma sensação muito boa. Parece que ela nasceu outra vez e senti um alívio”.

Ao saber que a reportagem tinha conversado com Regina Célia Gomes (40), suspeita de raptar a criança, Laudinéia questionou o que Regina alegava. “Mas o que ela diz? Por que ela fez isso com a minha filha? Foi planejado?. Eu não entendo como ela pode fazer isso”, comentou a mãe.

De acordo com ela, a intenção agora é ficar bem perto da filha. “Graças a Deus o pesadelo acabou”, disse.

Jornal Midiamax