Geral

Suspeito de estuprar e matar menina pode pegar até 45 anos de prisão

O homem suspeito de ter estuprado e matado a menina Camila Evangelista da Conceição, de 9 anos, vai ser indiciado por estupro de vulnerável e homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, cujas penas podem chegar a 45 anos de prisão, segundo o delegado Felipe Ettore, titular da Delegacia de Homicídios (DH) do Rio. Ele foi […]

Arquivo Publicado em 02/11/2010, às 22h25

None

O homem suspeito de ter estuprado e matado a menina Camila Evangelista da Conceição, de 9 anos, vai ser indiciado por estupro de vulnerável e homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, cujas penas podem chegar a 45 anos de prisão, segundo o delegado Felipe Ettore, titular da Delegacia de Homicídios (DH) do Rio. Ele foi preso na manhã desta terça-feira (2) e, segundo o delegado, teria confessado o crime.


Agentes da DH e policiais militares do 5º BPM (Praça da Harmonia) chegaram ao acusado com a ajuda de moradores. O homem, que trabalha como marceneiro e morava em um quarto alugado no Morro da Providência, no Centro da cidade, voltou à residência nesta manhã e foi denunciado por moradores aos policiais que estavam fazendo diligências no local.


Com um mandado de busca e apreensão, os policiais entraram na casa e encontraram vestígios de sangue. A arma do crime, que seria uma faca de serra que ele teria usado para matar a menina – ela tinha um ferimento no pescoço -, ainda não foi encontrada.


Os policiais já haviam localizado a casa do homem com a ajuda de moradores, e identificado o acusado, que é de Governador Valadares, Minas Gerais, e estava há pouco tempo no Rio.

Jornal Midiamax