Geral

Sobe para 4 o número de mortes após vendaval em Três Lagoas

Quatro mortes foram confirmadas após a tempestade que atingiu Três Lagoas nesta madrugada (28 de setembro). Apenas uma das vítimas foi identificada – Aparecida de Souza Dias, de 56 anos. Conforme dados revelados durante coletiva na Prefeitura as pessoas que morreram moravam nos bairros: Maristela (2), Santa Terezinha (1), Vila Verde (1). Militares do Exército […]

Arquivo Publicado em 28/09/2010, às 14h29

None

Quatro mortes foram confirmadas após a tempestade que atingiu Três Lagoas nesta madrugada (28 de setembro). Apenas uma das vítimas foi identificada – Aparecida de Souza Dias, de 56 anos.


Conforme dados revelados durante coletiva na Prefeitura as pessoas que morreram moravam nos bairros: Maristela (2), Santa Terezinha (1), Vila Verde (1).


Militares do Exército e funcionários da Assistência Social percorrem as ruas da cidade a fim de localizarem pessoas que precisam de auxilio.


Samu


De acordo com Jessé Milanez dos Santos, coordenador geral do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), nesta manhã a equipe atende ocorrências de acidentes devido aos estragos causados no trânsito – falta sinalização. “Algumas pessoas foram encaminhadas ao hospital, mas até o momento sabemos que estão com ferimentos leves.


Orientações


O coordenador do Samu, Jessé Santos orienta os moradores que teve suas casas destelhadas a não tentarem consertar sem o auxilio do Corpo de Bombeiros e da Elektro, já que há muitos fios de alta tensão soltos que podem provocar acidentes graves. “É importante que os atingidos não se precipitem para não correrem risco de se ferir ou até morrer”, disse.


Samu e Corpo de Bombeiros


 Conforme Jessé muitas pessoas ligam no Samu para relatarem os estragos causados pela chuva, entretanto, ele orienta que liguem no Corpo de Bombeiros e no Samu quando alguém estiver ferido. “Essa medida é para que possamos atender os que precisam com mais eficácia”, finalizou.

Jornal Midiamax