Geral

Senador destaca amizade e companheirismo de Cláudio Valério

O senador eleito Waldemir Moka (PMDB) disse nesta quinta-feira (21) que a morte do prefeito de Anastácio, Cláudio Valério, deixa mais pobre a classe política de Mato Grosso do Sul. O deputado afirma que recebeu a notícia com “profunda tristeza e pesar”, lembrando que foi o segundo “baque” que sofreu nos últimos dias. O primeiro, […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 18h36

None

O senador eleito Waldemir Moka (PMDB) disse nesta quinta-feira (21) que a morte do prefeito de Anastácio, Cláudio Valério, deixa mais pobre a classe política de Mato Grosso do Sul.

O deputado afirma que recebeu a notícia com “profunda tristeza e pesar”, lembrando que foi o segundo “baque” que sofreu nos últimos dias. O primeiro, explica Moka, foi a morte do prefeito de Jardim, Evandro Bazzo.

“A exemplo do Evandro, o Cláudio era um companheiro leal, amigo e prefeito muito dedicado. Anastácio perde um dos seus maiores políticos”, declara.

Moka diz que Valério foi um dos prefeitos que mais se dedicaram a sua campanha para o Senado. “Era uma alegria muito grande recebê-lo em meu gabinete em Brasilia ou no meu escritório em Campo Grande”, afirma.

O senador eleito disse que o prefeito merece todas as homenagens do povo de Mato Grosso do Sul. “É uma perda irreparável não apenas para Anastácio, mas para todo o Estado”, completou.

Jornal Midiamax