Geral

Santini reafirma: TRE-MS vai apurar compra de voto e uso da máquina pública nas eleições

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, Luis Carlos Santini, reafirmou que serão apuradas todas as denúncias de utilização da máquina pública ou sobre compra de votos nas Eleições 2010. Ele falou do assunto na decisão que aceitou a requisição de Força Federal para acompanhar as eleições em Dourados, nesta quinta-feira (23). “Quanto à […]

Arquivo Publicado em 23/09/2010, às 23h02

None

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, Luis Carlos Santini, reafirmou que serão apuradas todas as denúncias de utilização da máquina pública ou sobre compra de votos nas Eleições 2010. Ele falou do assunto na decisão que aceitou a requisição de Força Federal para acompanhar as eleições em Dourados, nesta quinta-feira (23).


“Quanto à utilização da máquina pública e compra de votos ou qualquer outro ilícito de natureza eleitoral, esta Corte Regional, em sua competência constitucional, tem apurado e vai continuar apurando de acordo com sua função institucional”, garantiu o desembargador.


Santini falou aos demais desembargadores citando editorial do jornal Midiamax veiculado nesta semana após a explosão do escândalo de suposto esquema de propinas no Parque dos Poderes envolvendo o governador, os deputados e o poder judiciário sul-mato-grossense.


O presidente do TRE-MS disse que o editorial “Parque da Barbárie” foi “um pouco longe”, mas aproveitou o conteúdo para explicar o processo de certificação das urnas eletrônicas que serão utilizadas em Mato Grosso do Sul no próximo dia 3 de outubro.


Força Federal em Dourados


Na Decisão do Processo Administrativo 4441-36.2010.6.0000, de interesse da 43’ Zona Eleitoral, que requisitou Força Nacional para acompanhar as eleições no município, Santini deferiu o pedido e encaminhou a requisição para o TSE.

Jornal Midiamax