Geral

Rogério Ceni é agredido por funcionário do Pacaembu

O goleiro Rogério Ceni foi agredido por um funcionário do Pacaembu na saída do estádio. De acordo com informações do promotor Paulo Castilho, responsável por combater a violência nos estádios, o agressor foi detido pelos seguranças do clube. Os seguranças do São Paulo afirmaram que o goleiro recebeu um tapa do funcionário, que seria corintiano […]

Arquivo Publicado em 28/03/2010, às 22h34

None

O goleiro Rogério Ceni foi agredido por um funcionário do Pacaembu na saída do estádio. De acordo com informações do promotor Paulo Castilho, responsável por combater a violência nos estádios, o agressor foi detido pelos seguranças do clube.

Os seguranças do São Paulo afirmaram que o goleiro recebeu um tapa do funcionário, que seria corintiano e teria chamado o goleiro de Frangueiro. Castilho disse que o goleiro foi agredido (não confirmou o tapa), e que o torcedor foi logo cercado pelos seguranças do clube.

“Todos sabem que o maior ídolo do São Paulo é o Rogério Ceni. Os seguranças ficaram revoltados com o que aconteceu”, afirmou o promotor. “A gente percebe que a agressão ocorreu, mas não temos detalhes de como foi. Vamos averiguar o que aconteceu e tomar as medidas necessárias.”

Rogério Ceni deixou o estádio após a agressão. O goleiro falhou no terceiro gol do Corinthians, em cobrança de falta de Roberto Carlos.

Nesta quarta-feira, o São Paulo tem confronto decisivo contra o Monterrey, no México, pela Copa Libertadores.

Jornal Midiamax