Geral

Raiva: ação binacional imuniza cães da cidade de Puerto Quijarro

Autoridades de saúde do Brasil e da Bolívia estão realizando neste sábado, a segunda etapa de vacinação anti-rábica na província boliviana de Germán Busch, localizada na fronteira com a cidade brasileira de Corumbá. Depois de, no mês de agosto, a capital da província, Puerto Suárez, ter seus cães e gatos imunizados, chegou a vez de […]

Arquivo Publicado em 18/09/2010, às 15h56

None

Autoridades de saúde do Brasil e da Bolívia estão realizando neste sábado, a segunda etapa de vacinação anti-rábica na província boliviana de Germán Busch, localizada na fronteira com a cidade brasileira de Corumbá.


Depois de, no mês de agosto, a capital da província, Puerto Suárez, ter seus cães e gatos imunizados, chegou a vez de Puerto Quijarro, município mais próximo da faixa de fronteira, ser contemplado com a ação de saúde binacional.


O representante da secretaria departamental de saúde de Santa Cruz, Jhonny Ruiz Justiniano, disse ao Diário, que, em números gerais departamentais, a doença já registra este ano 15 casos em animais, e por isso a parceira com o Brasil faz-se de grande importância.


“Nós temos uma grande afinidade com os irmãos brasileiros, dividimos uma quase similitude até na forma de pensar, então isso nos levar a dividir as ações de saúde. Como dizia o doutor Lauther, a saúde não tem fronteiras, temos patologias que cruzam os lados e isso motivou a criação de um convênio binacional há 2 anos e isso permite nos receber, com muito agrado e ajuda, todas as ações, sendo uma delas a prevenção à raiva em animais”, comentou Justiniano.


Segundo ele, estimativas locais apontam que a cada 5 habitantes da província, há um cachorro. Número alto que, com conscientização e ações do Governo, pretendem reduzir. A idéia é permitir a criação de apenas dois cães por domicílio. “Isso teria que partir dentro de ações de uma ordenança municipal que teria que regulamentar esse número máximo. Isso permitiria um bom cuidado do animal, passando por alimentação e limpeza, mas pela prevenção de doenças, sobretudo a raiva”, disse ao destacar a ação “Mi Amigo Fiel”, de caráter educativo, que atinge alunos do 5º ano do ensino fundamental que servem como multiplicadores de informação na sociedade.


O secretário executivo de Saúde de Corumbá, Lauther Serra, esteve presente na abertura da ação e explicou a situação da doença no lado brasileiro e novas ações em conjunto com o país vizinho. “Estamos com a doença bem controlada em Corumbá. Estamos fazendo outro acordo binacional para leishimaniose, dengue, febre amarela e todos os agravos que temos na fronteira”, indicou.


Ele ainda disse que ações contra a raiva serão reforçadas para a comunidade de fronteira na Bolívia. “Vamos começar a pegar os cães de rua e fazer exame e, se precisar, eutanásia”, comentou.


O primeiro cão a ser vacinado foi Lobo, um vira-latas de 5 anos, que foi trazido pelo dono, Bruno Zacaria. “Estava aqui desde meia hora antes do início, tudo para garantir a saúde dele e a da minha família também. Isso é muito importante”, destacou o senhor.


Na ação desta sábado, vinte e sete postos de vacinação foram montados em vários bairros de Puerto Quijarro, disponibilizando ao todo 4 mil doses da vacina anti-rábica. Além do CCZ de Corumbá e autoridades de saúde do departamento de Santa Cruz, participaram da ação a Armada Boliviana e o Hospital Príncipe da Paz.


Em outubro, a ação deve ser levada para o município de El Carmen Rivero Torrez, o último município da província de Germán Busch, a partir da fronteira.

Jornal Midiamax