Geral

Quase sem políticos e com muitos manifestantes, começam solenidades em Dourados

Começaram há poucos minutos as comemorações do Dia da Independência em Dourados, cidade que foi devastada politicamente pela operação policial que colocou na cadeia o prefeito, o vice-prefeito, vários secretários municipais e nove dos 12 vereadores. Quase não há políticos na solenidade, e muitos manifestantes se preparam para o “Grito dos Excluídos”. As solenidades foram […]

Arquivo Publicado em 07/09/2010, às 11h44

None

Começaram há poucos minutos as comemorações do Dia da Independência em Dourados, cidade que foi devastada politicamente pela operação policial que colocou na cadeia o prefeito, o vice-prefeito, vários secretários municipais e nove dos 12 vereadores. Quase não há políticos na solenidade, e muitos manifestantes se preparam para o “Grito dos Excluídos”.


As solenidades foram mantidas por decisão do juiz que assumiu o cargo de prefeito, Eduardo Machado Rocha. No momento ocorre a tradicional cerimônia da “Chama da Pátria”, que fica acesa durante toda a Semana da Pátria e será apagada no final do dia. Os desfiles mantidos são apenas das instituições militares do município.


Próximo ao local, cerca de 200 manifestantes já se organizam para o “Grito dos Excluídos”, manifestação que ocorrerá em quatro pontos diferentes de Dourados. A concentração principal é na Rua Melvim Jones e durante a tarde estão programados shows musicais contra a corrupção.


A população comparece em peso no local dos desfiles. Entre os presentes alguns mostram cartazes contra os envolvidos no escândalo político.

Jornal Midiamax