Geral

PTB faz reunião com André sem a participação de Antonio João

O governador André Puccinelli reúne-se agora com o presidente do PTB, na sede do partido, no Jardim dos Estados, em Campo Grande. Pré-candidato à reeleição, o governador quer a garantia de nessas eleições contar com os petebistas. Encabeça o encontro, Ivan Louzada, presidente do PTB. O petebista, empresário e jornalista Antonio Hugo Rodrigues, único que detém […]

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 23h06

None

O governador André Puccinelli reúne-se agora com o presidente do PTB, na sede do partido, no Jardim dos Estados, em Campo Grande. Pré-candidato à reeleição, o governador quer a garantia de nessas eleições contar com os petebistas. Encabeça o encontro, Ivan Louzada, presidente do PTB. O petebista, empresário e jornalista Antonio Hugo Rodrigues, único que detém cargo eletivo na legenda, não participa das discussões.

Puccinelli disse à imprensa, que acompanha a reunião, que tem a oferecer às 12 siglas que sinalizaram apoio a ele a participação administrativa. “Secretariado, não!”, frisa o governador. Seu principal adversário Zeca do PT também tenta atrair o PTB.

Ivan Louzada enfatizou que o partido não busca cargos. “Não queremos secretariado, não queremos vaga de vice-governador. Queremos condições de disputar as eleições”, disse o presidente. A intenção do PTB nessas eleições é eleger dois deputados estaduais e um deputado federal.

Antes da chegada do governador à reunião, Ivan Louzada afirmou que o partido ainda não tem definido quem nome o PTB vai apoiar nesta eleição. “Ainda não temos uma decisão. Já conversamos com Zeca. Vamos ouvir o André e depois decidir”, disse Louzada ressaltando que a decisão do partido será no voto e posteriormente a executiva nacional vai dar seu parecer.

André afirmou que tem estrutura financeira para acolher o PTB, porém o partido tem que estar unido para escolher os nomes a serem indicados para disputa dos cargos de deputado federal e estadual.

Durante a reunião, o partido mencionou indicar 20 nomes e um dos integrantes da Executiva do PTB questionou Puccinelli se os outros partidos que formam a coligação aceitarão esse número de indicações. “ Os partidos que me procuraram me pediram 8 vagas. Eu não vejo problema”, disse André enfatizando que para isso, o partido precisa de nomes fortes para esse números expressivos de candidatos.

Jornal Midiamax