Geral

Psicólogo que colocou fogo em paciente atendia em Campo Grande

Segundo denúncia do Conselho Regional de Psicologia o profissional Edson Rodrigues de Souza, de 42 anos, estaria exercendo irregularmente a profissão em Campo Grande. Edson teve a carteira profissional cassada após um caso onde teria colocado fogo em uma paciente em Goiás. A carteira profissional do psicólogo foi recolhida dia 20 de setembro deste ano. […]

Arquivo Publicado em 16/12/2010, às 20h37

None

Segundo denúncia do Conselho Regional de Psicologia o profissional Edson Rodrigues de Souza, de 42 anos, estaria exercendo irregularmente a profissão em Campo Grande. Edson teve a carteira profissional cassada após um caso onde teria colocado fogo em uma paciente em Goiás. A carteira profissional do psicólogo foi recolhida dia 20 de setembro deste ano.


Segundo consta no boletim de ocorrência o Conselho Regional teve acesso a pessoas que afirmaram terem sido atendidas por Edson depois da cassação do psicólogo.


Edson atenderia na Escola de Equitação da Acrissul, em Campo Grande. Ainda segundo o boletim Edson teria participado de reportagens como psicólogo, o que não é permitido para quem não tem mais a habilitação na profissão.


Pela lei, o acusado pode responder pelo crime de exercício ilegal de profissão ou atividade. A pena varia de prisão simples, entre 15 dias e 3 meses, porém pode ser aumentada conforme os fatores levantados durante o processo.


O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Campo Grande.

Jornal Midiamax