Geral

Presídio de Dois Irmãos vai ‘desafogar’ complexo penitenciário da Capital, diz Jacini

O presídio de Dois Irmãos do Buriti será utilizado para desafogar as penitenciárias de Campo Grande, principalmente a de segurança máxima. Segundo informações do Secretário Estadual de Segurança Pública e Justiça, Wantuir Jacini, presos do regime fechado serão transferidos para o presídio do interior. O presídio do Interior ficou com vagas disponíveis depois que o […]

Arquivo Publicado em 27/01/2010, às 18h57

None

O presídio de Dois Irmãos do Buriti será utilizado para desafogar as penitenciárias de Campo Grande, principalmente a de segurança máxima. Segundo informações do Secretário Estadual de Segurança Pública e Justiça, Wantuir Jacini, presos do regime fechado serão transferidos para o presídio do interior.


O presídio do Interior ficou com vagas disponíveis depois que o Tribunal de Justiça mandou libertar 300 detentos da penitenciária de Dois Irmãos do Buriti porque ao invés de cumprirem as penas em regime semiaberto, eles estavam sendo mantidos presos em regime fechado desde abril de 2008, medida que contraria a legislação penal. Com isso, desde o dia 18 de janeiro, os presos estão sendo transferidos para Campo Grande, onde cumprem o regime domiciliar.


De acordo com Jacini, o objetivo é que 400 detentos dos presídios de Campo Grande, principalmente da Máxima, sejam transferidos para o presídio de Dois Irmãos do Buriti que, tecnicamente, foi construído para ser de regime fechado. Segundo Jacini, as transferências só devem ocorrer depois o Centro Penal Agroindustrial de Campo Grande, construído na estrada da Gameleira, saída de Sidrolândia, nos fundos do lixão do Dom Antônio e vizinho ao Presídio Federal, fique pronto no mês de março.


Essa não é a primeira vez que o presídio de Dois Irmãos do Buriti é utilizado como solução para resolver os problemas de presos na Capital.


Em abril de 2008, após a Colônia Penal Agrícola de Campo Grande ser alvo de sucessivos escândalos pelo envolvimento de internos do regime-semiaberto em crimes como assaltos e furtos e ainda, ser considerado um dos piores presídios brasileiros pela Comissão Parlamentar de Inquérito, que investigava as condições prisionais em vários estados, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) transferiu os internos que, agora estão em regime domiciliar, para a unidade recém-inaugurada em Dois Irmãos do Buriti.

Jornal Midiamax