Geral

Prefeiro de Anastácio estava à frente de seu tempo, lamenta Vander

Para o deputado federal Vander Loubet (PT-MS), a morte do prefeito Cláudio Valério (PMDB) abriu uma profunda lacuna política em Anastácio e entristeceu todo o Estado. “Ele era um homem sempre à frente de seu tempo. Tinha a sensibilidade do professor e do poeta, o talento da pessoa vocacionada para servir à sociedade a generosidade […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 18h55

None

Para o deputado federal Vander Loubet (PT-MS), a morte do prefeito Cláudio Valério (PMDB) abriu uma profunda lacuna política em Anastácio e entristeceu todo o Estado. “Ele era um homem sempre à frente de seu tempo. Tinha a sensibilidade do professor e do poeta, o talento da pessoa vocacionada para servir à sociedade a generosidade de um ser que nasceu para semear lições de humanismo e bondade”, comentou Vander, muito abalado com o passamento do amigo.

“Éramos amigos e parceiros, somávamos forças e idéias para buscar benefícios aos anastacianos. Ele tinha um talento raro para administrar, para enfrentar dificuldades e encontrar soluções. Sabia cada detalhe das necessidades de Anastácio e da região, estava sempre disposto a conversar com o povo. Perdemos um grande homem, sem dúvida, uma extraordinária figura humana que nos fará muita falta”, afirmou Vander.

Cláudio Valério da Silva morreu na madrugada desta quinta-feira, no Proncor, em Campo Grande, vítima de uma parada cardíaca. Estava administrando Anastácio pela quarta vez. Era professor, poeta e escritor e também exerceu um mandato como deputado estadual. Suas gestões sempre foram marcadas pelo forte apelo na inclusão social. Foi o responsável pelos principais investimentos na modernização da cidade e no fortalecimento das aptidões culturais e turísticas da região.

Jornal Midiamax