Geral

Por causa de irregularidades, supermercados de Corumbá serão vistoriados

Inspeção realizada em 30 de junho pelo Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MP/MS), Procon e Vigilância Sanitária constatou irregularidades no maior supermercado de Corumbá, município de Mato Grosso do Sul que faz fronteira com a Bolívia. O estabelecimento tinha irregularidades na armazenagem de produtos perecíveis. As dependências de armazenamento das ...

Arquivo Publicado em 12/07/2010, às 13h45

None

Inspeção realizada em 30 de junho pelo Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MP/MS), Procon e Vigilância Sanitária constatou irregularidades no maior supermercado de Corumbá, município de Mato Grosso do Sul que faz fronteira com a Bolívia.


O estabelecimento tinha irregularidades na armazenagem de produtos perecíveis. As dependências de armazenamento das mercadorias eram precárias quanto à higiene e limpeza. Durante a inspeção, a Vigilância Sanitária apreendeu alimentos em más condições de preservação e armazenagem. Alguns refrigeradores do estabelecimento estavam com temperaturas acima do permitido pelas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do estabelecido nas embalagens dos produtos pelos fabricantes.


Os equipamentos também continham ferrugem, restos de alimentos e sujeira. As câmaras frias para armazenamento de carnes estavam em condições de higiene inadequadas e diversos produtos armazenados no interior delas estavam descongelados. Também foram constatados problemas quanto à afixação de preços nas mercadorias. Não havia equipamento de leitura ótica para consulta de preços pelos consumidores.


Outros estabelecimentos do município deverão ser inspecionados, conforme requisição do Ministério Público. Os membros do Ministério Público deram prazo de dez dias para que o Procon e a Vigilância Sanitária apresentem cronograma de inspeções similares a serem realizadas nos demais mercados e supermercados de Corumbá.


O cronograma deverá ser mantido em sigilo pelos órgãos envolvidos, para garantir a eficácia das inspeções.

Jornal Midiamax