Geral

PMA desenvolve operação com 48 homens e apreende aroeira ilegal

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande, Jardim, Porto Murtinho, Bonito e Bela Vista começaram nesta quinta-feira (término domingo 00h00min) uma grande operação de prevenção e combate aos crimes ambientais na região de fronteira e dos municípios abrangidos pelas Subunidades envolvidas. A operação que envolve 48 policiais, 6 viaturas e 8 embarcações já logrou êxito na […]

Arquivo Publicado em 17/12/2010, às 23h54

None

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande, Jardim, Porto Murtinho, Bonito e Bela Vista começaram nesta quinta-feira (término domingo 00h00min) uma grande operação de prevenção e combate aos crimes ambientais na região de fronteira e dos municípios abrangidos pelas Subunidades envolvidas. A operação que envolve 48 policiais, 6 viaturas e 8 embarcações já logrou êxito na apreensão de pescado e de incêndio em pastagem.


Ontem à tarde, uma equipe de policiais de Bela Vista apreendeu 600 lascas de aroeira ilegal. E. B., residente no assentamento Caracol, em Bela Vista,  que havia cortado a aroeira foi autuado administrativamente e multado em R$ 600,00. O autuado responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de 01 a 02 anos de reclusão. A portaria 83 N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.


Pesca Predatória


Policiais Ambientais de Jardim, também envolvidos na operação apreenderam hoje de madrugada 01 motor de popa, 05 barcos de alumínio, 05 redes de pesca e 30 litros de combustível. O material foi apreendido no rio Miranda. Os pescadores conseguiram fugir ao avistarem de longe a fiscalização e abandonaram os materiais, que foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Jardim, para investigação dos autores do crime.


Uso de motosserra


Uma das equipes de policiais ambientais de Bonito autuou J. B. S. A. Ele foi surpreendido ontem extraindo madeira utilizando uma motosserra sem documentação de porte e uso. O material foi apreendido o acusado foi multado em R$ 1 mil. O uso de motosserra ilegal também caracteriza crime ambiental. A pena é de 03 meses a 01 ano de detenção. O autuado responderá por este crime.

Jornal Midiamax