Geral

PM apreende maconha e crack no fim de semana

Mais de 200Kg de maconha foram apreendidos esse fim de semana no Estado pela Polícia Militar. A maior – 170Kg – aconteceu sexta-feira, na base operacional do 14º Batalhão de Polícia Militar Rodoviário, em Amandina. No mesmo posto, um dia depois, policiais militares localizaram 700g de crack. O restante da droga foi apreendido em quatro […]

Arquivo Publicado em 25/10/2010, às 14h59

None

Mais de 200Kg de maconha foram apreendidos esse fim de semana no Estado pela Polícia Militar. A maior – 170Kg – aconteceu sexta-feira, na base operacional do 14º Batalhão de Polícia Militar Rodoviário, em Amandina. No mesmo posto, um dia depois, policiais militares localizaram 700g de crack. O restante da droga foi apreendido em quatro ocorrências.


Na capital, PMs do posto policial da rodoviária impediram que uma mulher transportasse mais de 5Kg de maconha num ônibus da Viação São Luis, itinerário Ponta Porã/Cassilândia. A apreensão ocorreu por volta das 22h de sábado, durante busca de rotina. No bagageiro interno, dentro de uma mochila, os policiais encontraram seis tabletes do entorpecente.


A dona dos 5,850Kg da droga foi identificada pelo ticket colado na bagagem. A mulher, de 22 anos, moradora de Dourados acabou presa e a maconha encaminhada para a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar).


Policiais do 11º BPM de Bela Vista também apreenderam droga escondida em mochila. Em rondas pelo bairro Espírito Santo, no fim da tarde de sexta-feira, avistaram um homem em atitude suspeita e fizeram a abordagem. Na busca, encontraram na bolsa do rapaz de 20 anos, 1,250Kg de maconha. Ele foi preso e encaminhado, junto com o entorpecente, para a delegacia de polícia do município.


Ainda na sexta-feira, por volta das 18h, policiais do 7º BPM de Anastácio, encontraram 2Kg de maconha, após verificarem denúncia anônima de que no assentamento São Manoel havia pessoas em atitude suspeita. Próximo ao local onde estava o grupo, os PMs localizaram a droga escondida na mata. Os donos, porém, não foram identificados.

Jornal Midiamax