Geral

Perfuradora apresenta defeito e atrasa resgate de mineiros

Uma das máquinas que perfura o solo para resgatar os 33 mineiros chilenos presos em uma mina no norte do Chile apresentou um defeito e só retomará as atividades em 48 horas, informou nesta quinta-feira, 9, André Sougarret, chefe da equipe técnica de resgate. As informações são da agência AFP. A outra máquina, mais lenta, […]

Arquivo Publicado em 10/09/2010, às 01h36

None

Uma das máquinas que perfura o solo para resgatar os 33 mineiros chilenos presos em uma mina no norte do Chile apresentou um defeito e só retomará as atividades em 48 horas, informou nesta quinta-feira, 9, André Sougarret, chefe da equipe técnica de resgate. As informações são da agência AFP. A outra máquina, mais lenta, continua operando e na quarta-feira estava a uma profundidade de 141 metros.


“A máquina do plano B se mantém a 268 metros de profundidade. Houve problemas no martelo de escavação e vai levar cerca de dois dias para que volte a funcionar”, disse.


A máquina, uma perfuradora T-130, começou a escavar no domingo e até a quarta-feira havia conseguido chegar a quase 270 metros. Ao alcançar essa profundidade, a operação foi interrompida por 14 horas para a troca de cabos, mas o novo problema fará a máquina ficar paralisada por mais 48 horas.


A perfuradora opera em uma abertura já feita, de 630 metros de profundidade. Quando atingir o refúgio onde os mineiros estão abrigados desde 5 de agosto, o equipamento deve fazer o caminho de volta alargando o duto, por onde seria feito o resgate.

Jornal Midiamax