Geral

Paulo Corrêa diz que AL não é palco para discutir salário

O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, palco de protesto dos servidores da educação, para defender o governo do Estado. Segundo ele, o manifesto não pode descambar para o tom político, mesmo porque a dicussão sobre o reajuste ocorreu antes com Poder Executivo. Corrêa foi vaiado por uns e aplaudido […]

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 14h31

None

O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, palco de protesto dos servidores da educação, para defender o governo do Estado. Segundo ele, o manifesto não pode descambar para o tom político, mesmo porque a dicussão sobre o reajuste ocorreu antes com Poder Executivo.

Corrêa foi vaiado por uns e aplaudido por outros.

Ele reiterou, no discurso, governista que o governador já sentou para negociar com a categoria e os manifestos e discussões deveriam ser voltados ao Executivo e não ao Legislativo.

Ocorre que cabe à Assembleia Legislativa aprovar o projeto do governo de reajuste salarial. A expectativa é de que a votação aconteça ainda esta semana. (Alterada para correções)

Jornal Midiamax